Posts by nsousa

A ARROGÂNCIA: Postura Psicológica do Preconceito Racista

Publicado a Out 26, 2016 | Comentários fechados em A ARROGÂNCIA: Postura Psicológica do Preconceito Racista

Convite   A Sociedade Portuguesa de Psicossomática e a  Sociedade Portuguesa de Psicodrama Psicanalítico de Grupo   têm o prazer de o/a convidar a participar na Conferência     A ARROGÂNCIA: Postura Psicológica do Preconceito Racista. Prof. Sophie Mijolla-Mellor*  Prof. Nader Barzin**     Dinamização: Luísa Branco Vicente e Jorge Câmara     Livraria Ler Devagar – 29 de Outubro (Sábado), 21h30. Contamos com a sua presença e participação!     Patrícia Câmara                                                                Luísa Branco Vicente (Presidente Lisboa Sul da SPPS)                  (Presidente da Comissão de Ensino da SPPPG)                    * Sophie Mijolla-Mellor é Professora Agregada de Filosofia e Doutorada em Letras e Psicanálise e Professora emérita em psicopatologia e psicanálise na Universidade de Paris Diderot, Sorbonne Paris, membro do 4º Grupo OPLF., Directora da revista “Topique”(www.revue-topique.org) e  autora de uma numerosa bibliografia, a qual poderá ser consultada no site http://www.quatrieme-groupe.org/publications/bibliographies/sophie_de-mijolla-mellor/11/00015DEMIJ. É Presidente da  A2IP – “Association Internationale Interactions de la Psychanalyse” http://www.a2ip-psychanalyse.org/: projecto  interdisciplinar, que articula o impacto e as repercussões das descobertas freudianas do inconsciente com as ciências humanas.   **Nader Barzin  é Picanalista e psicólogo com longa experiência de trabalho nos Estados Unidos, Inglaterra, Áustria e França. Doutorado em Harvard e em Paris-Diderot Sorbonne. Especialização em psicoterapia de longa duração e curta duração (breve) e psicanálise intercultural com adultos, casais, adolescentes. Professor Assistente de Psicologia Clínica em Sorbonne-Paris...

Ler (+)

“Ser e Tempo” – Grupo de Estudos sobre o pensamento de Martin Heidegger

Publicado a Out 18, 2016 | Comentários fechados em “Ser e Tempo” – Grupo de Estudos sobre o pensamento de Martin Heidegger

Bem-vindos à Filosofia e suas relações com a Psicanálise! Este Grupo de Estudos, ainda que não seja uma iniciativa da AP, enquanto Instituição, revela a abertura e o espírito criativo dos seus membros, sempre prontos a acolher com espontaneidade a vontade de estabelecer pontes com outros saberes para além do saber psicanalítico. A AP, portanto, acolhe com alegria, estas iniciativas que possibilitam a prática de uma psicanálise viva e integrada na realidade humana, enriquecendo-a e, com ela, deixando-se enriquecer. Este grupo está a aberto a todos o que nele desejem participar (quer sejam membros da AP, quer sejam interessados vindos de fora) e parte do princípio de que a clínica psicanalítica beneficia da reflexão e do enquadramento filosófico. “Ser e Tempo” é (vários autores o afirmam) a maior obra do Séc. XX e lança as bases da analítica existencial que tem muitos pontos de ligação com a psicanálise contemporânea, nomeadamente com a psicanálise Winnicottiana. A questão principal, talvez possamos dizer, gira em torno da pergunta pelo sentido do ser e em torno dela estendem-se reflexões sobre as condições de existência e possibilidades do acontecer humano. Tal como na Relação Terapêutica e no processo analítico, o acontecer passa pela abertura e pela disponibilidade que permite o contacto autêntico. A afinação com as tonalidades afectivas permite o acolhimento (sempre fugaz) do ser e as possibilidades de um viver mais autêntico que, para além da impessoalidade do mundo, abre novos horizontes existenciais ao que Heidegger chamou Dasein (ser-aí) humano. Não é difícil percebermos, apenas com esta pequena introdução, as aproximações ao pensamento de Winnicott e à Psicanálise Winnicottiana… Estamos em fase de constituição do grupo. Logo que o grupo esteja constituído, lançaremos à discussão de todos a regularidade das sessões (quinzenal ou mensal) e dos horários dos encontros. Em todo o caso haverá também a possibilidade de assistir on line. O preço será um preço promocional de 20€ por sessão e cada sessão terá duração de cerca de 90 minutos (dois momentos de 40/45 minutos com um pequeno intervalo). Venham! Desinquietem-se! Estamos à vossa espera! Maria do Rosário Belo e André Toso   INSCRIÇÕES ABERTAS Interessados, enviar email para: andre_toso@yaoo.com.br ou rosariobelo@gmail ou contactar André Toso: 911 954 314 ou Rosário Belo: 967 074...

Ler (+)

Palestras Agrupamento de Escolas D. Carlos I

Publicado a Out 14, 2016 | Comentários fechados em Palestras Agrupamento de Escolas D. Carlos I

Centro de Saúde Mental Pediátrica de Sintra apresenta Quinta- Feira dia 27 de Outubro às 19:00 “Hiperatividade e Déficie de Atenção” por Nuno Lobo Antunes e Sábado dia 29 de Outubro às 19:00 “Intervenção Saúde Mental nas Escolas: Professores, Pais e a Criança- Um Novo Rumo” por Miguel Mealha Estrada, Francis Teplitzky, Susana Firmino, Catarina Rodrigues. Entrada gratuita. Palestras para pais, professores, educadores, auxiliares de educação, médicos, terapeutas e outros profissionais. Local: Agrupamento de Escolas D. Carlos I, Rua do Alecrim 2710-348,...

Ler (+)

Colóquio Psicanálise em Mudança

Publicado a Out 12, 2016 | Comentários fechados em Colóquio Psicanálise em Mudança

Pretendemos mostrar o que a Psicanálise tem a dizer sobre o papel do inconsciente nos contextos, laborais, sociais e culturais. O colóquio conta com a participação de vários membros da AP como António Coimbra de Matos e António Pazo Pires numa mesa sobre a psicanálise em mudança;João Paulo Ribeiro e João Ferreira ­- psicoterapias dinâmicas experienciais; José Manuel Pinto – parentalidade e intimidade na adolescência; António Mendes Pedro – neurociências, psicossomática e psicanálise; Maria Conceição Almeida e Mário Horta – psicanálise, vazio e terrorismo; e Luís Delgado numa mesa sobre psicanálise e...

Ler (+)

III Jornadas Clinicas AP: “Transformar o terror sem nome”

Publicado a Fev 18, 2015 | Comentários fechados em III Jornadas Clinicas AP: “Transformar o terror sem nome”

III Jornadas Clinicas AP Transformar o terror sem nome (17 de Abril) Juntamente com o VII Encontro da AP – “Terror sem nome. Psicanálise e a urgência de sonhar”, a AP organiza as III Jornadas Clínicas da AP – Transformar o Terror, exclusivas para associados, que se realizarão na véspera do Encontro, sexta-feira dia 17 de Abril, a partir das 17h, no auditório do Instituto Jacob Rodrigues Pereira, em Lisboa. Do programa das Jornadas consta a apresentação da comunicação teórico-clínica premiada no XVIII International Forum of Psychoanalysis 2014, “From Earthquakes to Good Vibes: Transformations through a Resonanse Process”, apresentada por António Alvim e comentada pela Ana Vasconcelos, bem como com a colaboração de Maurizio Peciccia e Ana Almeida como supervisores convidados de dois casos clínicos. Para enriquecer o programa das Jornadas, convidamos todos a remeter propostas de casos clínicos para serem apresentados. Sensibilizamos especialmente os colegas candidatos e titulares com supervisões a cargo, para a oportunidade de expansão teórico-clínica que as Jornadas devem representar para a Associação no seu todo, mas principalmente para cada um dos seus associados. A Psicanálise não existe sem encontro, uma associação não existe sem debate!   PROGRAMA 17:00 Comunicação Clínica: António Alvim “From earthquakes to good vibes: transformations through a resonance process”.  17:30 Comentário: Ana Vasconcelos 18:00 Debate 18:30 Caso 1 19:00 Supervisão 1: Ana Almeida 19:30 Caso 2 20:00 Supervisão 2: Maurizio Peciccia Download do programa e cartaz: Programa; Cartaz.   INSCRIÇÃO...

Ler (+)